Ambient on/off

Sign up

 

Continue

Continue By creating an account you agree to the Terms of Service & Privacy Policy
Resend email   |  Can't find the email? confirmation@erepublik.com

Resend the confirmation email to this address

Resend email Can't find the email? confirmation@erepublik.com

A Sede de Poder

Day 1,912, 13:37 by AIister
Boa Noite Portugal,


Este artigo serve como um basta, um abrir de olhos para todos aqueles que ainda não os tinham aberto anteriormente.

O Presidente Helder Medeiros tem vindo sucessivamente a insultar o cargo que ocupa, quer seja pela maneira como chegou a ele quer seja pela forma como anda constantemente a manchar a imagem do cargo presidencial.



O Inicio:

A candidatura do Helder surge num franca crise de sucessão do governo ePortuguês. O constante crescimento da carga burocrática do cargo fez com que este não seja um cargo aberto a qualquer pessoa, é necessário cada vez mais TEMPO para desempenhar as tarefas que são exigidas do CP.

Também a juntar a esta receita veio os meses em wipe técnico e uma nova geração de ePortugueses que não tiveram o prazer de conhecer um pedaço de terra a que pudessem chamar de pátria.

Isto foi mais do que a catapulta necessária para Hélder Medeiros tentar a sua derradeira tentativa para atingir o seu grande objectivo, a medalha de presidente de ePortugal.

A Campanha :

Mas, obviamente, Hélder sabia que não conseguiria ser eleito com qualquer campanha, teria de meter em cima da mesa algo que fosse tão bom que ninguém fosse capaz de voltar as costas. Para o ajudar tinha um país sem congresso, como tal não haveria ninguém para o forçar a cumprir o que iria prometer e assim nasceu a campanha do Hélder.

Uma campanha onde até o dia 10 teríamos pelo menos mais 6000 pessoas de forma a chegarmos aos 10 mil, um programa onde se prometia as 7 regiões mas sem qualquer plano formulado para tal, um programa que prometia mundos e fundos mas sem ninguém para força-lo a cumprir.

Como sempre Hélder não olhou a medidas, espalhou a sua campanha por todos os lados chegando inclusive a publicitar a sua campanha a CP no feed das FAP, algo que até ao dia nenhum outro candidato teve a ousadia de fazer.

As Eleições :

Tudo prometia ser um mar de rosas para o grande dia do Helder, o seu grande oponente era o Paisana, uma das poucas pessoas em Portugal que tinha pior reputação que o próprio Helder. Ele sabia que entre os dois males os Portugueses iam tentar escolher o menor. No entanto havia algo no qual ele não tinha pensado, que a candidatura do Arthk teria capacidade de o fazer tremer até ao dia seguinte.

Como tal a luta começou apertada, Helder não esperava que tivesse tão forte competição por parte do Arthk e no seu grande desespero Helder cometeu algo que considero uma atrocidade democrática e motivo para no primeiro dia ter sido retirado do cargo.

Por volta do final da tarde, decidiu convidar o que até a data seria o seu grande oponente para ser o seu Vice-Presidente de forma a conseguir concentrar todos os votos nele, desdobrou-se no artigo em cima do joelho a anunciar a medida.

Mas qualquer um de nós sabe que se não fosse o Arthk ter-se candidato a presidente, ou este ter o numero de votos que teve, o Helder nunca convidaria o Paisana para Vice-Presidente, se de facto fosse esse o seu desejo ou tinha-lo feito antes das eleições ou esperava pelo fim das mesmas.

Foi uma manobra cobarde, anti-democrática e que espelha na sua plenitude o género de pessoa que hoje nos representa.

O Mandato :

A alegria chegou por volta das 15:30 quando finalmente saíram os resultados finais das eleições, Hélder seria o Presidente de Portugal. Obviamente agora havia o pequeno entrave das promessas eleitorais que o próprio Hélder não fazia a mínima ideia como tentar cumprir.

Mas ao dia 13 podemos fazer um pequeno sumário do que foi feito:


Publicamos um artigo oficial nos media brasileiros onde pedimos desculpa

Pelo que ainda tenho de perceber já que quem iniciou uma campanha contra a Espanha foram eles e os U.S.A. e quem posteriormente assinou um NAP deixando Portugal à mercê dos Espanhóis.

Este artigo foi um autêntico pontapé no orgulho dos portugueses, foi visto com a mais absoluta desconfiança por parte dos brasileiros e foi a pior maneira possível de tentar uma reaproximação com o Brasil.

O Presidente Hélder lançou artigos acusatórios aos mandatos anteriores ao deles

Nestes artigos acusava discrepâncias nas contas e lamentava que isto estava a ser um entrave para ele realizar o seu plano eleitoral.

Posteriormente nesse mesmo artigo afirmou que na realidade estava tudo correcto e que nada estava fora do sitio e todas as contas batiam bem.

Anunciou a saida da EDEN

Num artigo seco, e só com uma versão em português que constitui quase uma ofensa para todos os aliados que tínhamos na EDEN e que de facto lutaram por nós.

Abandonamos a aliança sem qualquer género de alternativa, sem qualquer género de rumo e foi feito para se procurar esse rumo.

Qualquer bom governante não poria os burros à frente da carroça, qualquer bom governante viria com os seus próprios olhos o estado da EDEN, tentaria recuperar antigas relações pelas vias correctas e não em autênticas novelas politicas e quando houvesse de facto uma alternativa por-se-ia a ideia de abandonarmos a aliança.

Saímos agora com a imagem de ratos, que abandonam o navio na esperança de obter a pena de super-potências e com a esperança de talvez ou o Brasil ou a Espanha nos dar a oportunidade de prestarmos vassalagem.


Prometeu um baby-boom de 6000 ao dia dez mas foi ao dia 13 que nasceram 1000 :

Uma chance perfeita para dizer que a montanha pariu um rato. Estranhamente com 1060 novos cidadãos, em hora de ponta temos 116 online, o que me parece um numero relativamente comum para as 21:30, a hora onde mais gente está dentro do jogo.

Mas tudo isto levanta uma nova questão, o patriotismo do Helder Medeiros, qualquer pessoa se tivesse os meios ou o tempo para criar um baby-boom em Portugal faria-o de bom grado sendo ou não presidente.

No entanto o Helder só enquanto presidente é que decidiu contribuir para um baby-boom, só quando a promessa de um baby-boom lhe deu a oportunidade de subir ao poder é que realmente fez algo por isso acontecer, mesmo tendo sido de uma maneira duvidosa.

Agora gostaria que o CP Helder Medeiros me explicasse em que medida é que foi necessário ele ser Presidente para isto acontecer ? Porque é que isto não aconteceu em qualquer outro mês em que ele proclamou o seu ardente patriotismo e amor por Portugal? Porque é que quando os antigos governos tentaram criar iniciativas privadas para baby booms ele não deu um passo à frente? Porque é que não nessa altura que ele disse que fazia parte do conselho de editores de uma revista e site que tem milhares de clicks diários?


E por fim as 7 regiões:

Algo completamente descabido, que serviu única e exclusivamente de propaganda para enganar os mais distraídos.

Mas agora o presidente, num autentico lavar de mãos, joga toda a responsabilidade para a população, como quem diz "Eu não tenho nada a ver com isso, vocês é que têm de conseguir."



E estas palavras servem como uma gota de agua, um basta para um plano eleitoral que nunca foi plano e um presidente que só o é porque tem uma medalha.


Por isso Helder, se de facto amas o teu país, abandona a presidência. Antes que faças ainda mais danos do que os que já fizeste.




Cumprimentos,

Alister




 

Comments

GossypPT
GossypPT Day 1,912, 13:43

Por isso Helder, se de facto amas o teu país, abandona a presidência. Antes que faças ainda mais danos do que os que já fizeste.

Mithras Reloaded
Mithras Reloaded Day 1,912, 13:52

Helder,
Se queres fazer algo por ePortugal... tens uma hipótese de ouro.

Demite-te!!!

Alvaro  Cunhal
Alvaro Cunhal Day 1,912, 13:54

Alister não gostaste das votações ... meu amigo... também não tenho gostado, ainda bem que este mês gostei.

Agora é o seguinte? Queres trabalhar? Sim ou não? Se for não, deixa trabalhar os outros.

1- Não tivemos 6000 até dia 10 mas possívelmente temos até ao fim do mandato, outro cp conseguiu? Não.
2- Ainda não acabou o mandato para poderes dizer que os objectivos não foram alcançados.

AIister
AIister Day 1,912, 14:04

Caro Helder ... oh wait,

Se houvesse congresso vós não estariam neste momento no poder, as eleições foram tipicamente à Helder, mas fico feliz de teres admitido que gostaste do processo anti-democrático que o helder desenvolveu durante as eleições.

Enquanto aos teus dois pontos, são contraditórios, já que no primeiro admites que falhaste um objectivo de campanha e depois dizes que o mandato ainda não acabou para dizer que os objectivos não foram realizados.

Mas de facto peço para ponderares que se calhar nem toda a gente é estupida, e acha tremendamente suspeito, que no dia em que chegaram 1000 novas pessoas só uma centena delas num pais agora de mais de 5 mil pessoas esteja online na hora de ponta do eRepublik.

Alvaro  Cunhal
Alvaro Cunhal Day 1,912, 14:15

Alister como te disse o mandato não acabou ... onde não à democracia é no PCP

GossypPT
GossypPT Day 1,912, 15:31

Alvaro Cunhal: Porque não te fazes homem e deixas de atrelar o nome do PCeP ao teu nick? É que fica muito mal... Não estás satisfeito abandona o partido, afinal ninguém te quer aqui também...

GossypPT
GossypPT Day 1,912, 15:33

Para além de mais uma vez demonstrares a tua inteligência, respondendo a um comentário do Alister relativo ao Governo com... Uma acusação a um partido que nada tem haver com esse Governo. Assume os erros, faz-te homem e comenta as coisas sem te atrelares ao PCeP. Deixa-te de lamúrias.

Panda Tuga
Panda Tuga Day 1,912, 14:14

Quem fala a VERDADE, so merece os meus sinceros PARABENS!

Julio de Matos
Julio de Matos Day 1,912, 14:43

JÁ DISSE

SÃO 9 REGIÕES!

GALIZA E OLIVENÇA TAMBÉM CONTAM

Rubicon8
Rubicon8 Day 1,913, 02:32

Já disse que são 10. O Uruguay também conta!

Janad0
Janad0 Day 1,913, 07:28

oh heilel... esta gente nao quer a 11º regiao (parvonia)

ZeEstebes
ZeEstebes Day 1,913, 12:54

Já houve tipos no Uruguay a darem-me os sentidos pêsames

Alvaro  Cunhal
Alvaro Cunhal Day 1,912, 15:34

GossypPT não fales no plural, tu podes não querer e os que te defendem as costas, mas não fales pelos outros que não têm a culpa de estares a controlar o partido

AIister
AIister Day 1,912, 15:57

Até concordava se fosse verdade e o que quisesses no PCeP fosse contribuir. Infelizmente vês no PCeP uma tentativa de fazer um TO a um partido que possas chamar de teu, não fará sentido tu sendo de um governo estares num partido que é declaradamente oposição.

Como tal, não há qualquer género de lógica que te faça pensar que possas pertencer ao PCeP.

GossypPT
GossypPT Day 1,912, 16:20

Volto a dizer-te pela centésima vez... Aqueles que se interessam verdadeiramente pelo partido e são ativos partilham da minha opinião. Aliás durante muito tempo mantive contigo uma relação cordial e vi muitos militantes do partido contra ti. Comecei a romper contigo a partir do momento em que percebi que estás aqui para fazer declaradamente um TO, que faltas ao respeito diariamente aos militantes e ideologia do partido.

Respondendo ao controlar o partido, aqui vive-se democracia e prova disso é que no mês passado não tive problema nenhum em não me candidatar em prol de alguém. Prova disso também, são os números de Congressos realizados e todas as decisões passarem por eles. Quem quer intervir nas decisões do partido, basta aparecer nos Congressos.

E tal como o Alister disse, esclarecedor da tua falta de caracter é continuares num partido onde não partilhas uma única opinião. Faz-te homem.

E agora, como já disse não te respondo mais, porque o que tu queres é protagonismo à conta do PCeP. Faz-te homem e deixa de te atrelar ao nome de um partido cujas ideologias não partilhas minimamente.

Alvaro  Cunhal
Alvaro Cunhal Day 1,913, 04:17

Não estou para fazer TO nenhum,,,, isso são minhocas na tua cabeça.

Alvaro  Cunhal
Alvaro Cunhal Day 1,913, 04:18

e como é que vou participar nos congressos se estou banido? Importas-te de fazer um desenho?

Julio de Matos
Julio de Matos Day 1,913, 00:07

a meu ver tem tanto direito a falar no plural como o Medeirox

PlaRod
PlaRod Day 1,913, 03:05

Desculpa là Zita Seabra.... ups Alvarito.
O Gossyp pode muito bem falar no plural pois ganhou as eleições para Presidente do Partido. E por uma margem muito superior à que tu e o Helder conseguira.
Por isso se vós falais em nome de todos portugueses com uma vitória com a diferença de 4 votos. O Gossyp tem muito mais moral para falar em nome do PCeP.

IDEIAS
IDEIAS Day 1,912, 17:06

Por isso Helder, se de facto amas o teu país, abandona a presidência. Antes que faças ainda mais danos do que os que já fizeste. x2

CaioMario
CaioMario Day 1,913, 00:01

Só vejo respostas do sabujo promovido a defensor-mor do CP

Voltini
Voltini Day 1,913, 01:45

Wow Sou mais odiado que o Helder, fui promovido pelo Alister!!

FalconetPT
FalconetPT Day 1,913, 02:17

"Estranhamente com 1060 novos cidadãos, em hora de ponta temos 116 online, o que me parece um numero relativamente comum para as 21:30, a hora onde mais gente está dentro do jogo."

meu unico comentario - fui eu que fiz bbom, e mais uma coisa, sempre que ha assim bboms porque raio tem de ser tudo clones ? ou estranho ? ...

Julio de Matos
Julio de Matos Day 1,913, 06:02

a lógica é simples: tudo o que não é comum é incomum.
a seriedade, tal como os babybooms, é incomum : )

Juve Leo
Juve Leo Day 1,913, 04:40

Por isso Helder, se de facto amas o teu país, abandona a presidência. Antes que faças ainda mais danos do que os que já fizeste. x3

Janad0
Janad0 Day 1,913, 07:31

quando gastares as tuas posso vender-te umas teclas "Ctrl", "C" e "V"

EinsteinCMPT
EinsteinCMPT Day 1,913, 11:43

Votado!

ZeEstebes
ZeEstebes Day 1,913, 12:53

votado

Azores Freedom
Azores Freedom Day 1,914, 08:04

votado

já não posso ver o Alvaro. Que criança chata

S. Santos
S. Santos Day 1,914, 12:08

e nem falamos da falha orçamental...

Eduardo Henriques
Eduardo Henriques Day 1,914, 12:35

Agora, que já temos um novo ponto de começo, deviremos unir todos os grupos para re-conquistar cada pedaço de terra, o Alentejo, o Algarve, o Norte, o Centro, os Açores e a Madeira, o mais rápido possível, antes do contra-ataque espanhol na nossa capital, e só dai voltarmos de falar de política. Para ataca-los, devíamos ataca a noite, mais para a meia-noite, talvez na sexta e sábado, para melhor acessibilidade para os nossos combatentes, e menor resistência inimiga. Apoiam este plano, ou há um melhor?

 
Post your comment

What is this?

You are reading an article written by a citizen of eRepublik, an immersive multiplayer strategy game based on real life countries. Create your own character and help your country achieve its glory while establishing yourself as a war hero, renowned publisher or finance guru.