Ambient on/off

Sign up

 

Continue

Continue By creating an account you agree to the Terms of Service & Privacy Policy
Resend email   |  Can't find the email? confirmation@erepublik.com

Resend the confirmation email to this address

Resend email Can't find the email? confirmation@erepublik.com

[SPQR BRASIL] Dia 1823 - Brasil em Marcha, Guerra Civil e Guerra BUL-GRE-FYROM

Day 1,823, 20:12 by Henrique Goncalves


Sexta-feira, 16 de Novembro de 2012 - 1,823 do Novo Mundo

Edição nº39 do SPQR BRASIL







Boa noite!

[u/Pontos em destaque do dia:[/u]

► Brasil em Marcha

► Guerra Civil

► Consequências da Guerra Bulgária-Macedônia-Grécia



BRASIL EM MARCHA

Ontem, comentávamos os planos do Brasil de ir até a Ásia para estabelecer uma base.

Pois bem, muitos saíram dizenod que isso não era possível porque o México lançou NE na Colômbia antes do Brasil e que seriam os mexicanos os que atacariam primeiro.

Destacamos:

1 - Colômbia lançou NE primeiro no México e logo o México na Colômbia, portanto, é a Colômbia quem tem a iniciativa e o México não pode atacá-la.

2 - O Brasil lançou NE na Colômbia e poderá atacar logo que seja aprovado.

3 - No Brasil houve convocações massivas para ajudar a Colômbia a libertar Andina e Pacífica, não pelo fato de ajudar aos colombianos, mas para ter o caminho livre para conquistar esses territórios no caminho para a Ásia.



4 - Se viveu o paradoxo de que muitos colombianos e argentinos lutavam a favor do México contra a Colômbia e tinham como adversários muitos brasileiros apoiando a Colômbia.

Pois bem, como pode se ver, o plano do Brasil que mencionamos está certo, vamos a caminho da Ásia.

Em nenhum momento, a intenção era fazer a Argentina decidir quem apoiar, Colômbia ou Brasil, apenas queriam uma passagem para as terras orientais.

A pergunta que permanece agora é a seguinte: Taiwan ou Indonésia?

Ontem, ao analisarmos essa questão com prós e contras, decidimos por Taiwan, e vendo os movimentos diplomáticos do Brasil, seguimos com a mesma opinião. Explica-se:

1 - Estamos assinando MPP com Peru e Eslovênia (aliados da Indonésia).

2 - A assinatura com o Peru (membro da coT) aproxima o Brasil da CoT, aliança com a qual já foram assinados vários MPP’s.

Visto isso, veremos no dia de hoje o Brasil atacar a Colômbia na Amazônia e se colocar em marcha até a Ásia.

E o que acham os EUA de tudo isso?

O presidente dos EUA Cerb lançou o seguinte artigo de apoio ao Brasil.

Destacamos:

1 - Comenta que o Brasil é um dos países mais antigos do eRepublik. A relação entre Brasil e EUA não foi sempre de amizade, já que no passado estavam em lados opostos, mas sim de respeito.

2 - Considera o povo brasileiro obstinado e com grandes militares e estrategistas, elogiando sua organização.

3 - Depois frisa porque ama o Brasil e porque os americanos deveriam amar o Brasil:

a) Quando os EUA deixaram a EDEN e formaram a TERRA, o Brasil permaneceu com os EUA.

b) Quando eclodiu a Guerra entre Argentina e Chile, o Brasil permaneceu com os EUA.

c) Quando a TERRA entrou em decadência e os EUA quiseram entrar na CTRL, o Brasil permaneceu com os EUA.

d) Enquanto o Brasil sofria uma tentativa de PTO da Romênia, mandou votos aos EUA para ajudar os americanos, quando os próprios brasileiros necessitavam de votos. O Brasil permaneceu com os EUA.

4 - Cerb comenta que, certamente, muitos americanos lembrarão que a Romênia tentou ativamente dar TO no Brasil (e que muitos romenos fazem parte da AFA). O Brasil esteve lutando contra os TOvers por meses, como estão tentando os americanos. Contudo, quando Cerb mencionou o problema dos TOvers dos EUA há uns meses para Gislaine e Levi, estes enviaram quase 30 pessoas imediatamente para os EUA para ajudá-los com votos.

Esses jogadores brasileiros aceitaram a cidadania americana, votaram onde lhes foi pedido e imediatamente após voltaram ao Brasil. Não ficaram nos EUA nem exigiram vagas no Congresso. Simplesmente ajudaram os EUA porque o Brasil está cheio de irmãos.

Dito tudo isso, Cerb enfatiza a seguinte frase:

”Nos próximos dias, nos focaremos em coordenar dano com o Brasil. Estaremos lutando lado a lado em campanhas que sejam importantes para o Brasil. Dizemos ‘obrigado’ ao Brasil pelo seu constante apoio.”

Visto isso, vemos que os EUA indicam que vão se alinhar com o Brasil para lutarem lado a lado...

Sabemos que o Brasil vai lutar contra a Colômbia, e assim farão também os Estados Unidos (segundo o que disse Cerb).

Não é de se estranhar que o comunicado do Cerb tenha deixado colombianos decepcionados.

Mas a grande pergunta vai mais além... Ásia...

Caso o Brasil ataque a Indonésia, os EUA não terão problema nenhum em se juntarem, mas... e se atacarem Taiwan?

Há poucos meses, os EUA negaram assinar MPP com Taiwan, quando estavam pensando na possibilidade de ir para a Ásia, depois surgiram novos planos e assinaram MPP com os taiwaneses, mas e agora? O que vemos é que o MPP entre EUA e Taiwan expirará em breve, e se seguirmos as palavras de Cerb, não seria surpresa se os EUA não renovassem o MPP e ajudassem o Brasil na conquista de Taiwan... Tudo isso supondo que o Brasil ataque Taiwan.

De qualquer forma, o cenário está armado, peguem suas pipocas e aproveitem o espetáculo.

(Nota SPQR Brasil: esta frase não se aplica a brasileiros. Válido apenas caso você não esteja em nenhum dos países mencionados nesse tópico)



GUERRA CIVIL

Na Colômbia, lhes ocorreu propor uma nova modalidade de guerra aos admins do eRepublik: A Guerra Civil.

Olhamos a proposta e, na realidade, poderia ser bastante divertido e dar muito mais movimento ao jogo.



A idéia é a seguinte:

Para começar uma Guerra Civil, é necessário cumprir os seguintes requisitos:

1 - Ter nível 20.

2 - Ter a CS do pais no qual se quer iniciar a Guerra Civil.

3 - 50 golds e o apoio de 10% da população ativa.

Se alguém cumprir os requisitos, pode começar a guerra civil indo ao painel de administração do país e apertar o botão de guerra na aba de Política.

Só pode haver uma rebelião a cada 7 dias no país em questão.

Conseguir apoio

Uma vez que se comece a guerra civil, uma enquete (referendo) se iniciará automaticamente. Para que se comece a guerra, será necessário que pelo menos 33% dos que participem no referendo estejam a favor. Se não conseguirem os 33% de apoio, o ouro não será recuperado, a guerra civil fracassará e não começará.

A Guerra Civil

Só jogadores pertencentes ao país podem participar na Guerra Civil. Enquanto a Guerra Civil esteja em andamento, aparecerá o seguinte anúncio na Home:

Derrubando o Governo

Se a guerra civil tiver êxito, aquele que a iniciou passará a ser o novo presidente do país e o Congresso será trocado.


Essa é a idéia que tiveram na Colômbia, e na realidade, poderia dar muito o que ser jogado, embora sim, há muitos pontos que deveriam ser lapidados para poder levá-los adiante.

Na Colômbia, estão enviando tickets aos admins para que considerem introduzir essa modalidade ao módulo militar.

Se gostarem, podem enviar tickets, quanto mais forem enviados, maior será a possibilidade que se aconteça.

Essa idéia poderia adquirir maior interesse criando novas medalhas a favou ou contra a guerra civil, etc... Todos que quiserem contribuir com idéias que o façam.

O que acham da idéia? O que modificariam?



CONSEQUÊNCIAS DA GUERRA BULGÁRIA-MACEDÔNIA-GRÉCIA

A Guerra entre Macedônia, Bulgária e Grécia começou.

Nos artigos anteriores, destacamos que o avanço do Chile contra a Argentina poderia se acabar parado se aparecesse uma grande guerra do outro lado. Pois bem, já está ocorrendo...

Destacamos:

1 - Bulgária e Macedônia lançaram NE na Grécia.

2 - Grécia lançou NE na Bulgária.

3 - Bulgária e Macedônia estão atacando simultaneamente a Grécia.



4 - A Grécia está se focando no ataque contra a Bulgária, perdendo no front macedônio.

5 - O Chile viu a Austrália vencê-los em Queensland em um final agonizante no qual venciam por 81x79 faltando apenas definir a D4. Ao ter os tanques da CoT lutando majoritariamente na Bulgária e na Macedônia, os chilenos sucumbiram.



Como podemos observar, as consequências já apareceram para o Chile, estão recebendo menos apoio e isso faz com que as batalhas sejam mais difíceis.

E qual vai ser o movimento seguinte do Chile:

1 - Abandonar Otago nas mãos da Nova Zelândia.



2 - Fechar a fronteira com a Argentina.

3 - Apoiar Bulgária e Macedônia em sua guerra contra a Grécia como bons aliados.

4 - Se preocupar com a Austrália.

5 - Seguir importunando a Argentina nos territórios originais sempre que puderem.

Como podemos ver, a guerra entra Argentina e Chile pode ter recebido um importante ponto da virada ao haver se iniciado a Guerra entre Bulgária, Macedônia e Grécia.

É muito provável que a Argentina recupere a iniciativa caso hajam, no momento, batalhas abertas na Bulgária e na Macedônia. Tudo dependerá do tempo... Se o Chile conseguir encaixar seus horários com a Bulgária e a Macedônia, poderia seguir recuperando regiões chilenas na América do Sul, ainda que isso seja muito mais complicado.

Portanto, parece que sopram ventos favoráveis na Argentina, veremos se sabem aproveitá-los.



Para ler o artigo original, basta clicar na imagem abaixo!









E nós vamos ficando por aqui. Esperamos que vocês tenham gostado!


Atenciosamente,

 

Comments

Kongha CAT
Kongha CAT Day 1,823, 20:16

CATMAXXX

zebosk
zebosk Day 1,823, 20:33

subpole extranjero xd

marcelomil
marcelomil Day 1,823, 20:37

Otimo trabalho,todo dia fico até a 2 e pouco pra ver esse jornal

Xeroccona
Xeroccona Day 1,823, 20:59

Votado : )

Henrique Goncalves
Henrique Goncalves Day 1,823, 21:06

Obrigado, marcelomil !

Lançamos sempre o mais cedo possível, mas infelizmente as vezes o cedo não é tão cedo assim... hahahaha

Mr. Jester
Mr. Jester Day 1,823, 22:39

Obrigado!

Chile o7

Kush
Kush Day 1,823, 22:40

Excelente artigo. Trabalho muito bem feito da equipe brasileira.

Greywacke
Greywacke Day 1,824, 00:32

1 - Claro que não vamos atacar a Indonésia. Ela está entrando na CoT, e se fosse para atacar a Indonésia havia um caminho muito mais curto: Acordo com o Chile, eles deixavam a Austrália retomar o território de Western Australia, que tem fronteira com o Brasil e com a Indonésia, Brasill declarava NE na Australia, vencia, e fechava a Guerra, e já tinha fronteira com a Indonésia. Toda essa volta pela Colômbia é só para atacar Taiwan.
2 - Essa ideia de Guerra Civil é velha, já vi com mais detalhe.

Greywacke
Greywacke Day 1,824, 00:36

3 - O que vamos ouvir sobre a CoT dentro de alum tempinho:

"Eles só se importam com as guerras deles nos Balcans, não se pode contar com eles para nos ajudar, eles só se aproveitam de nosso dano para os interesse deles, mimmimimimiim....."

BIG GIL
BIG GIL Day 1,824, 03:25

E DE LOGICA MESMO GREY.

Zephon Galahad
Zephon Galahad Day 1,824, 03:26

Hail BRASIL! Iremos agora passar o trator

CaboVelho
CaboVelho Day 1,824, 04:49

Otimo artigo, como sempre!

O lance da guerra civil seria bem maneiro!

Remy GambiT
Remy GambiT Day 1,824, 05:36

HAIL USA!
Nem gostei muito dessa guerra civil, tem tanta coisa que precisa ser melhorada no jogo, como o modulo econômico, mas pelo menos iria dar uma agitada no jogo :]

Lorenzo Lopes Riviera
Lorenzo Lopes Riviera Day 1,824, 13:42

+V

ASPF
ASPF Day 1,824, 13:43

V

Cmiralles
Cmiralles Day 1,824, 13:46

V

pedrinhovic2
pedrinhovic2 Day 1,824, 14:00

"3 - No Brasil houveram convocações massivas"

houve convocações

"houveram" dói até na alma

Fixxar
Fixxar Day 1,824, 14:54

O pior é que os colombianos tão mandando o esquema da guerra civil não por eles e sim por uma certa milíça de um certo país que está contra o que se decide

Henrique Goncalves
Henrique Goncalves Day 1,824, 19:10

@Pedrinhovic2, obrigado pela correção!

Na tentativa de lançar o jornal mais rápido, passou batido na hora...

Edu Araujo CAT
Edu Araujo CAT Day 1,825, 15:41

Independente da posição política e ideológica dos editores desse jornal, acho as informações muito bem colocadas e bastante relevantes. Continuem com o projeto mantendo o mesmo nível de excelência.

V+S

RodrigoRR
RodrigoRR Day 1,825, 16:20

+v

Gislaine
Gislaine Day 1,825, 17:58

Votado o/

 
Post your comment

What is this?

You are reading an article written by a citizen of eRepublik, an immersive multiplayer strategy game based on real life countries. Create your own character and help your country achieve its glory while establishing yourself as a war hero, renowned publisher or finance guru.