[MoE - Granikus - Art 13] MoE Entrevista #3 - teXou

Day 3,022, 18:20 Published in Portugal Portugal by Ministerio da Educacao ePT

 Saudações, ePortugal!

 Hoje estamos a publicar a terceira entrevista da nossa série. Hoje novamente entrevistamos um jogador experiente, tanto na comunidade ePortuguesa quanto eBrasileira, o jogador teXou!


 Agora, sem mais delongas, vamos para a entrevista!






MoE: Primeiro, fale um pouco sobre ti: como começaste a jogar erepublik?

teXou: Sou um "velho" de + de 50 anos, originário da Figueira da Foz e vivendo há muito tempo na Bélgica, e tenho 3 filhos (29, 28 e 24 anos).

 Conheci o eRep ao través de um pedido de ajuda num fórum ligado a assuntos militares e as forças armadas: "Portugal está ocupado pela Espanha. Precisamos de ti para os correr fora das nossas terras".

 Como português o meu sangue posse logo a ferver. Já me imaginava em Aljubarrota ou durante a Restauração... a correr os castelhanos fora da nossa Nação sagrada.

 Entrei no link... entrei no eRepublik, estávamos em Outubro 2010 e ePortugal estava "wipado" pelos eternos rivais.

MoE: Tiveste alguma dificuldade no início? De que tipo?

teXou: Dificuldades em integrar a eComunidade, em não ser considerado como um "clone", em ter trabalho, em ter comida, em ter armas, em poder ter gold para poder treinar de "Napoleão" (os antigos sabem é q era o "Napoleão" 😃:D:D )

MoE: Conte-nos um pouco das suas experiências no jogo. Quais foram as suas maiores conquistas? Alguma situação engraçada ou notável de alguma forma?

teXou: Rapidamente se compreende/compreendi que para poder evoluir e ter algum impacto no campo de batalha (sobretudo que naquele tempo n00bs e oldfags jogavam todos na mesma divisão) seria impossível sem investimento de dinheiro RL no jogo. O que obviamente fiz.

 As minhas maiores conquistas foram tanto militares, diplomáticas e políticas em prol de ePortugal e... durante 10 meses em 2013 pelo eBrasil.

  - Orgulhoso das minhas BH's e CH's porque nunca foram feitas só para ter 1 à mais, sempre tiverem um objetivo. Sou um jogador que "tanka" unicamente por um objetivo e nunca por gloria pessoal.
  - Orgulhoso de ter iniciado em 2013, durante a minha 1a estadia no eBrasil, discussões com certos países para tentarmos criar uma aliança, a "Fortaleza". Ideia recuperada mais tarde e que serviu de uma certa forma para o tratados TETAS e outras tentativas de aliança Sul Americana.
  - Orgulhoso como CP de ePortugal em ter participado nas discussões da criação da aliança ASTERIA/LETO.
  - Orgulhoso em ter dessa forma (com a LETO) iniciado um longo prazo de prosperidade para ePorugal sem os eternos wipes q sofríamos. Orgulhoso de ter iniciado o maior período de tempo ( + de 2 anos) sem que o país tenha sofrido um wipe qualquer. Orgulhoso de ter participado na elaboração de plano(s) para atacar e wipar a Espanha, etc...
  - Orgulhoso do 19 mandatos de congressista e de ter sido P.P durante 9 meses do maior partido (PRD) de ePortugal naquele momento.

MoE: Quais as partes do jogo que consideras as mais interessantes?

teXou: A diplomacia e a parte militar.

 Infelizmente com as diversas mudanças o tio Plato estragou os módulos políticos e empresarial. O 1° foi destruído com a criação das ditaduras e o 2° com o pouco retorno e lucro que o mercado dá. Nunca se recupera o gold investido nas empresas 🙁

MoE: Participaste tanto da comunidade ePortuguesa quanto da eBrasileira. Como avalias as características de cada uma delas, e o que há de bom ou ruim em cada?

teXou: Não gosto do caminho tomado pela comunidade eBrasileira onde só há brigas entre jogadores, ataques pessoais e a imposição de uma minoria (os que têm a maioria do dano, do dinheiro RL e que têm diversas contas) à maioria. Como também essa mania que ou se é a favor deles ou contra eles.

 Infelizmente, isso alimenta um perpétuo sentimento de desunião e quem perde é o eBrasil. Exemplo disso, foi durante o ultimo mandato do Sir Greg, a forma como houve um boicote do dano vindo dos opositores. Triste em ver cenas dessas.

 Acho a comunidade ePortuguesa mais unida em prol da nação.
E sobretudo as brigas pessoais nunca se fazem ou se fizeram a custa de ePaís.
Como prova tivemos, nos últimos meses, a união nacional contra as diversas tentativas de ditaduras e o que se passou durante os mandatos do ReiLusitano.

 Podemos nos "detestar" mas todos lutamos em prol de ePT.

MoE: Alguma mensagem final para os leitores?

teXou: Todos nós esperemos por mudanças q deem um novo impulso ao jogo e q permitam um babyboom e sobretudo q os oldfags possam voltar e/ou ficar.



 Nós esperamos que tenham gostado da entrevista, e aqui já fazemos um convite: se alguém quiser ser o próximo entrevistado, sinta-se convidado 😃
 Até a próxima!

Entrevistas publicadas anteriormente:
  1) IDEIAS
  1.1) IDEIAS (em inglês)
  2) Marx.Descartes



 Cumprimentos,
 Equipa do Ministério da Educação de ePortugal

Pony do Inferno - Ministro da Educação
opramimaqui - Vice Ministro da Educação
ren79 - Secretário de Estado
Alvaro Cunhal - Secretário de Estado