ePortugal leaves PEACE-GC

Day 731, 15:23 Published in Portugal Portugal by Governo de ePortugal

<a target="_blank" title="ImageShack - Image And Video Hosting" href="http://img39.imageshack.us/i/headerbp02.png/"><img src="http://img39.imageshack.us/img39/2647/headerbp02.png" border="0" /></a>

Olá.

Caros cidadãos de ePortugal e do eMundo,

Hoje é um dia triste para nós e um dia triste para uma Aliança.

Depois de gastar sangue, lágrimas e suor numa aliança de amigos e não de países, que sempre nos retribuiu com simpatia e respeito, sentimos orgulho de pertencer a uma comunidade de países que se uniram sobre a bandeira da união, força e valor!


Não obstante, hoje, não vendo os ideais de outrora, o vigor diplomático de outrora, o valor da coesão internacional e de respeito mútuo de outrora, não nos resta fazer mais nada que sair da PEACE-GC. Abandonamos também, com este comunicado, toda a esperança de ver uma PEACE-GC unida pelo desejo de tornar este eMundo melhor.


ePortugal sente que a PEACE-GC ruiu por dentro. Enquanto membros da PEACEgc, a presente maneira de condução da aliança não nos agrada, não nos motiva nem nos acomoda. Com a esperança de transpor mais uma barreira à Comunidade Global, sempre unidos pelo ideal da justiça e da igualdade entre membros, aguentamos até onde foi possível, sendo para nós agora, de todo, impossível de haver reconciliação e abertura entre os membros integrantes que tomaram ilegítimamente de assalto o interior da Aliança.


A PEACEgc, mais do que uma aliança, era um ideal de balanço, prosperidade, diálogo e unidade. Hoje em dia esse ideal com que nos regíamos desapareceu, e junto com ele, a aliança e o bom senso. Jogos de poder são inadmissíveis numa aliança e nós, ePortugueses, não cooperamos nem trabalhamos sem sermos ouvidos.


Segundo inesperadas informações foram destituídos do cargo dois dos actuais Secretários-Gerais da PEACE-GC. Como país de direitos e de deveres para com a aliança, não fomos consultados e pior, não fomos ouvidos no processo de destituição. São situações como estas que nos mostram que a PEACE-GC e o ideal que ela carrega, já não existe, havendo quem queira reter a essência da Aliança a todo o custo forçando a cooperação.


A cooperação, a ajuda, a amizade e o respeito não se forçam, logo, rejeitamos todo o tipo de Charter imposto, obrigatório e forçado. O acto só de si merece a nossa condenação pública e reforça a nossa ideia que a PEACE-GC, já não é GC, e o acrónimo é vazio.


Os amigos que fizemos serão sempre tidos com uma grande estima e um grande respeito. Mesmo não estando institucionalmente juntos, o sangue que tornou a nossa aliança numa irmandade estará sempre nas nossas veias não esquecemos nem esqueceremos quem deu tudo de si para defender a nossa soberania


O Governo de ePortugal pretende também nesta missiva homenagear os cidadãos que como o Arthk, o LcfR, o euphonix e o Raikael, dignificaram e representaram ePortugal e a PEACE-GC com o brio necessário a uma outrora grandiosa Aliança. Com orgulho, sentimos ter dado tudo o que tínhamos aos nossos aliados, e sentimos que teremos imenso para dar num espírito de entreajuda, amizade e cooperação mútuas.


Nunca num clima hostil reforçado por leis sem sentido entre irmãos.




Povo ePortuguês, deixem ser este nosso último
PEACE AT HOME
PEACE IN THE WORLD





Julio de Matos
ePortugal President

Nuno Vieira
ePortugal MoFA



=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=. =.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=
.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.= .=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.
=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=. =.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=
.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.= .=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.
=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=. =.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=
.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.= .=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.



Hi.

Dear citizens of ePortugal and of the eWorld.


Today is a sad day for us and a sad day for an Alliance.


After spilling blood, tears and sweat under an Alliance between friends (and not countries), that always returned with simpathy and respect, we feel pride of belonging to a community made of countries that stood under the flag of unity, strength and valor!


Nevertheless, today, not realizing the ideals of the past, the diplomatic vigor of the past, the value of the multi-cultural international cohesion and mutual respect of the past, there is nothing left for us than to abandon PEACE-GC. We abandon also, with this missive, all the hope of seeing PEACE-GC united under the goal of changing this into a better eWorld.


ePortugal feels that PEACE-GC has, with the enforcive nature of its Charter, finally crumbled from the inside. As members of the Alliance, we feel that it doesn't motivate us, don't pleases us nor can it house us. We can't accept its new leading manner.


With the hope of surpassing another obstacle to the Global Community, always united under the ideals of justice and equality among members, we've hold all we could. Now, for us, there can be no reconciliation or opening among the inner members that illegitimately stormed its core.


PEACE-GC, more than an alliance, was the ideal of balance, prosperity, dialogue and unity. Today this ideal that we always vigorously followed has gone, and with it, the Alliance and its commons sense. Power plays are inadmissible among an alliance and we, ePortuguese, don't cooperate without getting heard.


According to unexpected information, two of the three current Secretary-Generals were demoted. As a country of rights and duties to the alliance, we were not consulted and worse, we were not heard in the demoting process.
It's situations like these that shows us that PEACE-GC and the ideal that supports it don't exist, with those who want to retain the essence of the Alliance at all costs forcing cooperation among its members.


Cooperation, mutual help, friendship and respect aren't forced, so, we reject all kinds of imposed, forced and obligatory charters. The act itself deserves our public condemnation and strengthens our opinion that PEACE-GC is no longer a GC, and its acronym is now empty.


The friends that we made will always be taken with high esteem and great respect. Even not being institutionally together, the blood that once turned our alliance in a brotherhood will always be in our veins and we will never forget the bonding and thehelp received from those who gave everything to defend our sovereignty.


ePortugal's Government also intends to honor ePortuguese citizens who, like Arthk, LcfR, euphonix and Raikael, dignified and represented ePortugal and PEACE-GC with the professionalism needed in a once great Alliance. We proudly feel that we gave everything we had to our allies, and we feel that we'll always give everything to them in a spirit of mutual help, friendship and cooperation.


Never in a hostile environment reinforced by meaningless laws among siblings.

Portuguese ePeople, let this be our final
PEACE AT HOME
PEACE IN THE WORLD





Julio de Matos
ePortugal President

Nuno Vieira
ePortugal MoFA